Estudo desenvolvido por professora de Odontologia da FHO aponta que problemas de saúde bucal impactam metade dos adultos paulistas
Estudo desenvolvido por professora de Odontologia da FHO aponta que problemas de saúde bucal impactam metade dos adultos paulistas
Terça-Feira - 02 de abril de 2019

Os resultados do estudo epidemiológico ''Variables associated with the oral impact on daily performance of adults in the state of São Paulo: A population-based study'', realizado com o banco de dados da Pesquisa Estadual de Saúde Bucal (SB SP 2015), que foi financiado pela Secretaria de Estado da Saúde, com apoio da FAPESP, têm repercutido entre os portais da Agência FAPESP, Unicamp, FOP|Unicamp, Cruesp, University News, UFSCar, o Departamento de Biologia Celular e Molecular e Bioagentes Patogênicos da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e em reportagem da Rede Globo.

A pesquisa, realizada em 163 municípios paulistas, tem como autora principal, a professora do curso de Odontologia da FHO e pesquisadora da FOP|Unicamp, Giovana Renata Gouvêa - juntamente com os pesquisadores, Jaqueline Vilela Bulgareli, Luciene Luvizotto David, Gláucia Maria Bovi Ambrosano, Karine Laura Cortellazzi, Luciane Miranda Guerra, Antonio Carlos Frias, Marcelo de Castro Meneghim e Antonio Carlos Pereira - e aponta que problemas de saúde bucal como dor de dente, sangramento e doença periodontal impactam metade dos adultos paulistas, entre 35 e 44 anos, no Estado de São Paulo.

"A dor de dente e a perda dentária causam restrições na função, levam ao desconforto e prejudicam o consumo alimentar, enquanto as alterações periodontais, como sangramento e cálculo dentário, afetam a aparência, a autoestima e até as relações sociais dos indivíduos", afirmam os pesquisadores em artigo.

Além do exame clínico odontológico, os participantes responderam a um questionário sobre os impactos da saúde bucal em seu dia a dia. A partir desses dados, pesquisadores da Faculdade de Odontologia de Piracicaba da Universidade Estadual de Campinas (FOP-Unicamp) e da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FO-USP) analisaram a associação da qualidade de vida relacionada à saúde bucal (OIDP, do inglês Oral Impacts on Daily Performance) com variáveis socioeconômicas e clínicas. Os resultados publicados em artigo na revista PLOSOne identificam carências e vulnerabilidades na população paulista, e indicaram a necessidade de novas políticas públicas.

"O conhecimento das condições de saúde bucal da população adulta e seu impacto no desempenho diário das atividades é essencial para viabilizar a implementação de serviços e políticas públicas. Esse avanço é particularmente importante para o estudo das iniquidades em saúde, uma vez que os aspectos considerados nessa avaliação não são apenas biológicos e mensuráveis, mas também dizem respeito à autopercepção do indivíduo", disse Gouvêa.

O artigo Variables associated with the oral impact on daily performance of adults in the state of São Paulo: A population-based study pode ser lido, clique aqui.

Com informações: Agência FAPESP

Acompanhe nas Redes Sociais

Com quem você deseja falar?

Fundação Hermínio Ometto

Av. Dr. Maximiliano Baruto, 500

Jd. Universitário | Araras - SP

CEP: 13607-339

(19) 3543-1400

Clima em Araras

°C
°C
Chuva: % ( mm)

Como Chegar